Febre Da Carraça

Febre da carraça

As carraças são parasitas externos que se agarram através das pinças bucais ao hospedeiro ficando a depender deste para se alimentar. O hospedeiro pode ser o cão, o gato e até mesmo o homem. Para além do incómodo e das lesões de pele produzidas pelas carraças, o problema não fica por aqui. Estes parasitas são também responsáveis pela transmissão de muitos outros agentes que provocam doenças e muitas delas graves a fatais. Daí o seu controlo ser tão importante.

A febre da carraça é o nome dado a um conjunto de doenças que se desenvolvem devido à inoculação de agentes infeciosos que são transmitidos pela carraça no momento em que se alimentam do sangue do hospedeiro. Assim a febre da carraça apenas é transmitida pela carraça, um animal doente não consegue transmitir diretamente a outro animal ou ao dono. Por outro lado, é importante referir que, para que esta doença se estabeleça é necessário que a carraça contenha o agente e, por isso, um animal amplamente infestado pode não desenvolver a doença mas um outro, com uma simples picada poderá desenvolver a patologia.

Sinais clínicos da febre da carraça

  • Febre
  • Apatia
  • Falta de apetite
  • Anemia ou Icterícia (gengivas e conjuntivas pálidas ou ictéricas)
  • Dores articulares
  • Urina com sangue (semelhante a betadine)

A vigilância deve ser assim apertada em alturas de maior risco e qualquer um destes sinais serão motivo para consultar o seu Médico Veterinário. Estas doenças são tratáveis mas quando diagnosticadas a tempo.

Como prevenir febe da carraça?

  • Evitar passear o animal em áreas potencialmente infestadas (jardins com ervas altas, locais com elevada densidade de ervas);
  • Inspecionar todo o animal frequentemente e sempre após o passeio;
  • Aplicar mensalmente antiparasitários no animal e também no meio que o envolve;
  • Se pretender retirar a (s) carraça (s), é fundamental a utilização de luvas e uma desinfeção posterior;

Vacinação.

Páginas Relacionadas

Obter mais informações sobre este tópico

Obesidade

Obesidade

Gordura, formosura? A obesidade tem vindo a tornar-se num dos problemas de saúde mais frequentes na clínica veterinária de pequenos animais. O...

Leishmaniose Canina

Leishmaniose Canina

Leishmaniose canina A Leishmaniose, designada também por doença do mosquito, é uma patologia frequente nos nossos pacientes caninos e é...

Legislação Sobre Cães Perigosos

Legislação Sobre Cães Perigosos

Legislação cães «potencialmente» perigosos   A lei (Lei n.º 46/2013) considera perigoso qualquer animal que: Tenha mordido, atacado ou...

Dermatologia

Dermatologia

A pele pode estar afetada primariamente ou pode refletir alguma afeção sistémica/interna e como tal o leque de diagnósticos diferenciais é...

Intoxicações

Intoxicações

Infelizmente a possibilidade de envenenamento por diversos produtos que usamos no quotidiano é um risco inerente ao nosso animal de estimação. A...

Comportamento animal

Comportamento animal

OS CÃES E GATOS SÃO INTELIGENTES. Todos nós que convivemos com eles sabemos disso. Mas dizer que eles pensam como nós não é exatamente...

Legislação protecção dos animais de companhia

Legislação protecção dos animais de companhia

Legislação proteção dos animais de companhia A lei entende como animal de companhia: “qualquer animal detido ou destinado a ser detido pelo...

×

Ao continuar a sua navegação está a consentir a utilização de cookies que possibilitam a apresentação de tratamentos e ofertas adaptadas aos seus interesses. Pode alterar as suas definições de cookies a qualquer altura. Saiba mais clique aqui

Aceitar
×
×